segunda-feira, 26 de julho de 2010

Semana de Treino





Você tem treinos que gosta muito de fazer?

Particularmente, apreciou alguns treinos do Ironguides em que você treina com intensidade, mas não estressa seu sistema cardiovascular. É uma abordagem bem interessante - intensidade não significa que você tem que chegar naquele pico de esforço em que se perde o controle da respiração.

Sexta-feira fiz um treino desse tipo no rolo: 1 minuto forte, 1minuto fraco. Vinte minutos um, vinte minutos outro. Quarenta no total. O esforço é evidente, mas não dói....(rs)

Segunda-feira, um treino mais leve de natação. Uma hora, dividido entre 30 minutos fraco com pulbóia e 30 moderado com palmar e pulbóia. Para quem está acostumado com os treinos de Ironman, entrar na piscina para essa moleza equivale a uma massagem.

Terça, a coisa outro treino interessante de bike. Mas esse dói. 20 minutos fraco, 2o moderado e 20 forte. Como gosto de fazer força, deixo a cadência pesada e na última parte do treino eu sofro muito - forte, pra mim, é FORTE! O Vinicius pede cadência de prova...bom, mas eu consigo? O resultado é que fico com a língua de fora aos 15...mas termino!

Quarta-feira, também progressivo: 20, 20 e 20. Consigo fazer muito bem, mas minha velocidade nos 20 minutos fortes provavelmente não é aqueeeelááááá velocidade. Mas o metodologia diz o seguinte: o que importa é o que você sente. Então, se o seu esforço máximo significa um pace de seis minutos para cada km, tá valendo.

Quinta-feira, treinos com intensidade variada, mas sempre com distância de 100 metros e intervalo fixo de 20 segundos. Essa distância, quando você nada forte, é cruel! Mesmo dosando o esforço, quando se entra nos últimos 25 metros seus braços estão fracos demais e os batimentos estão lá em cima. Mas o importante aqui é manter a técnica, mesmo com os movimentos mais lentos em razão do cansaço momentâneo.

Sábado, fui correr pela manhã - 1:40. Eu estava achando que seria moleza. Mas, mesmo correndo fraco/moderado ( o Vinicius queria apenas volume), senti um pouco o esforço em certas partes do treino.

Domingo foi o dia mais interessante. Fomos eu e o Edú para um pedal exploratório de 80 km ou mais ou menos 3 horas de pedal no Rodoanel. Deixamos o carro na entrada do Riacho Grande, pegamos um trechinho da Anchieta voltando para São Paulo e entramos na estrada.

A altimetria e o vento lembram, em muitos trechos, o trajeto da bike do Iron em Florianópolis. O piso é fantástico e o movimento não é tão intenso como na Bandeirantes. Você consegue pedalar clipado e a paisagem é fantástica.

As únicas ressalvas: como é já amplamente conhecido há falta de infraestrutura de apoio. Outra é que, no finalzinho do pedal, é necessário cruzar a pista que dá acesso ao acostamento a uns quinhentos metros da entrada do Riacho - e os carros vem a toda. Além disso, nesse acostamento, cuidado com os olhos de gato no chão - nada demais, mas atenção.

Sexta-feira, foi o treino que comentei acima. Apesar da musculatura da perna estar um pouco cansada, foi ótimo. Em relação a essa dor, terminei o treino melhor.


6 comentários:

Pablo Bravo disse...

Show o lugar da pedalada!

Estou na fase do "se o seu esforço máximo significa um pace de seis minutos para cada km, tá valendo." heheh ótima frase

abraço

Xampa disse...

Esse tal de método ..., sempre inspirador ....
Troquei uns email com o Vinnie, tem um amigo triatleta que está sofrendo com uma anemia cronica, causada pela doença celíaca e um remédio que ele toma. Como sempre, o Vinnie foi super atencioso.
Abs.

Deise disse...

Oba !!! Adorei as fotos no Rodoanel. Um local novo à ser explorado . Bjs

Claudia disse...

Oi Vagner
Show de treino, hein?! Dá próxima vez, contrate um apoio pra levar água, comida, pneus e pra atravessar a pista! Conheço um cara mestre em fazer isso. Qdo precisar, avise! Bons treinos!

macsmat disse...

Olá ,sempre acompanho os blogs de triatletas,pratico corrida e caminhada ,mas só por lazer,mas ao ver seu blog achei que seu sobrenome talvéz tenha algo haver com o da mulher do meu tio Loriuza Bessa da Rocha,se ela for parente sua blz ,se não deixa prta lá ,mas gostei do seu blog,bem bacana.

Vagner disse...

Não, não tenho esse parentesco. Mas bem vinda ao blog e obrigado pelo. elogio.