quinta-feira, 4 de junho de 2015

Pedido de Desculpas

Como todo mundo sabe, corre muita eletricidade nas redes sociais depois de um Ironman.

Invariavelmente, o tema é vácuo ou doping.

No último domingo, essas questões vieram a tona novamente.

Um texto de agradecimento do Fellipe Santos no Instagram provocou uma discussão sobre o assunto no Ironbrothers.

O Fellipe escreveu "(...) fiquei entre os líderes até o km 90 onde tive que parar pois tive um problema com minha lente de contato e troquei para seguir na prova, nessa parada um grande grupo perseguir alcançou, entrei nesse grupo e fui até o fim do ciclismo.""

Em um tópico que  o Max criou na sua página do Facebook,  o mesmo Fellipe afirmava que não tinha se dopado ou entrado no vácuo de nenhum triatleta.

Assim,

"Max posso também passar aqui para vcs que eu e o Luis Ohde (segundo e primeiro amador) fomos pro exame antidoping e que o vácuo também não esteve presente"

No Ironbrothers, um grupo fechado, fiz um comentário sobre os dois textos em meio a uma discussão sobre o assunto.

Escrevi eu "Estava lá no Max e esse menino ai de cima disse que não se dopou e não pegou vácuo. Como ele consegue escrever duas coisas contraditórias quase ao mesmo tempo? No idea."

Ao apontar uma suposta contradição do discurso do Fellipe em dois momentos diferentes, na junção das  coisas sugeri doping. 

Em seguida, ele entrou em contato comigo e mostrou uma atitude que vejo em poucos.

Fazendo apenas uso da boa educação, me fez ver como meu comentário foi ligeiro e leviano - não importa se intencional ou não.

Foi uma enquadrada dura e merecida.

Não gosto de morrer abraçado aos meus erros e peço desculpas ao Fellipe da forma mais pública que alcanço - se pudesse, pagava um anúncio no Mundotri.

Pois se é correto dar publicidade quando se acerta, não vale esconder os erros quando eles aparecem - mesmo nas redes fechadas, apenas porque ali ficariam a boca pequena.

Em tempo: ao dizer que "entrou no grupo" ele me esclareceu que se referia apenas ao fato de ter acompanhado o pace triatletas que passaram por ele quando retomou a prova. Todos foram acompanhados por uma moto da fiscalização.

2 comentários:

Claudia disse...

Muito bem, Wag.
Tem de ser macho pra cacete pra reconhecer as mancadas.
E parabens pro moço que também agiu como gente grande e bem educada. Valores meio em desuso hoje em dia, né?

Blog: Long Distance na Bagagem disse...

Vagner, tu é um cara que eu me espelho no esporte pelas coisas que diz e faz.
Foi uma pena não ter dado tempo de parar pra falar contigo e só te reconheci porque alguém gritou teu nome, mas fica pra uma próxima prova, tenho certeza que não faltarão oportunidades.

Parabéns por mais um Iron.

Abraço