domingo, 30 de janeiro de 2011

Mudanças



"Deus nos dá pessoas e coisas,
para aprendermos a alegria...
Depois, retoma coisas e pessoas
para ver se já somos capazes da alegria
sozinhos...
Essa... a alegria que ele quer"

Guimarães Rosa

Ao retornar de Pucón, recebi um e-mail do coach . Enfim, depois de pouco mais de três anos, não seria mais possível continuar sob a orientação do Vinícius ou, como se diz por aí entre os mais globalizados, do Vinnie Santana.

Desde da morte do Marc Becker, o Vinícius se transformou no Head Coach do Ironguides. Naturalmente, outras responsabilidades se colocaram para ele desde de então, pois a gestão de uma marca internacional ligada ao esporte exige atenção a questões que vão desde da certificação de outros treinadores, até a formação de parcerias com outras empresas, passando ainda pela administração do IG e a formação de outros mestres


Foi como que um apagão. Espernei. Afinal, o Vinicius não era apenas o cara que me repassava planilhas, mas alguém que despertou a paixão por um estilo de vida.

E quando você pratica um esporte que vira estilo de vida, a coisa é séria...

Agia como um tutor que me orientava, dizendo sim, dizendo não. Sempre realista, foi simplesmente perfeito colocando limites nas minhas ambições mais malucas, mas ao mesmo tempo era capaz de viabilizar projetos que pudessem me desafiar.

Isso tudo sem que eu, uma vez sequer, tenha me machucado ou entrado em estado de overtraning. E olhem que não faço musculação, nem alongo, nem nada.

Apenas segui as orientações do Boss, como eu e o Ronaldo falávamos do cara de
sde do Iron 2009. Quem se lembra do filme Menina de Ouro sabe o que o "Boss" significa.

Mas, as coisas tem um fim. Como também dou aulas, sei que ciclos fazem parte da profissão que escolhemos. Além do mais, a amizade está ai e sempre é possível mandar um torpedo para a Tailândia.

O próprio Vinicius, teve o cuidado de trabalhar essa transição, com a indicação do Rodrigo Tosta, treinador do Ironguides do Brasil, para assumir o lugar dele.

Isso seria fundamental, já que trabalhando a tanto tempo dentro da filosofia do Ironguides, eu teria problemas em me adptar com assessorias com outro approach.

Conheci o Rodrigo no Iron de 2010 e tenho dele as melhores referências desde então. Já conversamos um pouco e já estamos trabalhando juntos. Estou bastante otimista e tenho certeza de tudo vai dar certo.

3 comentários:

Guto disse...

Boa sorte na nova fase...

Xampa disse...

Não conheço o Vinnie pessoalmente e tive poucos contatos por email.
Mas, sou um fã incondicional dos seus textos e do ironguides.
Conheço tb o Rodrigo pelos textos e pelo Twitter.
Mas, tenho certeza que vai te ajudar muito na continuidade desse trabalho.
Realmente, sair do IG e receber uma planilha com frequencia cardíaca seria de matar. Fora fazer um treino de 70kms as 4:30 da matina, só para fazer um junk miles.
Sucesso. Abs.

Pablo Bravo disse...

Poxa que pena!! Mas quem sabe desse limão não sai uma limonada.

Boa sorte na nova parceria.

Abraço