segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Semana de Treino

Em uma das trocas de e-mails no final de semana antes de Bertioga-Maresias, eu e o Alberto comentávamos que depois da ultra, tínhamos domingo dá para descansar...mas segunda-feira já estaríamos na piscina para os treinos de natação.

E assim foi....

Segunda-feira já estava na piscina, fazendo um treino leve de 2k. Na terça rolo leve para soltar as pernas e, quarta, novamente na piscina. As dores da perna já tinham sumido.

Quinta, rolo leve e sexta-feira um treino de 1 km de natação em ritmo de contra-relógio.

No sábado, choveu e fiz um treino de rolo de duas horas. Mas já um pouco mais forte durante 2 horas. No domingo, uma corrida de 40 minutos beeeemmm leve - mas foi estranho, muito úmido, não me senti confortável.

Mas o melhor treino, mesmo, foi no domingo imediatamente após a Ultra. Uma caminhada de uma hora aqui na Brás Leme! E fiz questão de cumprir a planilha...

Porque a gente faz tanto treino duro, na chuva, no sol, cansado, destruído...Ai, tá lá planilha, "caminhada". Ué, vou ficar em casa?

Não senhor!!!!

E foi muito legal. Você sai na rua, vê outras pessoas correndo, andando, trotando ou simplesmente passeando com o cachorro e ai presta atenção na vizinhança....

Mas algo bem triste me chamou a atenção: várias familias, com idosos e crianças, em baixo de parapeitos de lojas. Contei 5 em um quarteirão....

Coloquei no Facebook. Que coisa é essa de gente na rua?

Cheguei em casa e pesquisei. Para não ser leviano, cito todos os números que encontrei: entre mil e quatro mil vagas de albergues foram extintas na administração Kassab em SP.

Em época de eleição, quando as sensibilidade política vai ao limite, não deu outra: quero saber que raios de gente mora nessa cidade que não cobra de quem foi eleito uma atitude sobre isso.

Mais: na eleição seguinte, dá os ombros para tudo e vota segundo preferência pessoais muito suspeitas. Porque "não gosta" ou "gosta" ou é "a favor" ou "vota contra" como se tudo na política fosse algo como futebol.

Só que aquelas pessoas estão lá na rua. Estão desamparadas.

E você vota no candidato X, porque não gosta do Y, porque a candidata Y fez botox. Ou, ao inverso, vota no Y porque o X é gay.

No twitter, essa semana, foi pior. Dei vários unfollows em gente que destilava ódio e preconceito.

Então, nem sempre nós que amamos correr, nadar ou pedalar temos, por isso, afinidades.

No fundo, gostaria que as pessoas que ficam felizes com as vitórias de cada meta pessoal, também fossem mais atentas, exigentes e menos superficiais com a política.

Seria muito melhor que todos, antes de votar contra o partido tal ou qual, beltrano ou fulano, votassem a favor das qualidades de quem escolhe para ser prefeito, governador ou presidente.

Isso não pretende desqualificar o voto de quem não pensa como eu, mas sim valorizar a perspectiva de cada um porque obriga que você conheça o que seu candidato ou seu partido pretende fazer em relação a miséria, a pobreza e a desigualdade.

Isso sim vai fazer diferença para aquelas pessoas que não correm, pedalam e muito menos tem twitter, facebook ou tem Internet.


4 comentários:

Claudinha disse...

Sabe Wagner, aqui tem muita gente dormindo na rua, a maioria jovens perdidos na droga, coisas q eu não via porque raramente saía a pé...e tem muito mais coisas que não vemos, porque estamos dentro do carro, indo para algum lugar seguro para nos divertimos...vc tem razão, temos que cobrar dignidade para todos.

Kiko disse...

Bessa, como tu conseguiu fazer uma Ultra de 75 fazendo o maior longo de 4 horas e vinte minutos ? Me desculpe perguntar, mas é que parece muito pouco mesmo.

Sei que também ja passou a Ultra, estou comentando em outro post, mas te faço a pergunta porque quero fazer uma Ultra em 2012 e você é a unica pessoa que conheço que ja fez uma Ultra e teria a paciência em me dar dicas.

É isso, mais uma vez parabéns pela prova, pela colocação, pelo tempo, por ter acabado bem, sem lesões. ABração

Joel dos Santos Leitão disse...

Olha, Vagner, eu tenho amigos sérios que votam e sempre votaram no PSDB, e com os quais tenho verdadeiro prazer de conversar sobre política. Nos divertimos muito e nossa afinidade é justamente o amor ao debate, à política. Mas o que vi no twitter foi de chorar. Realmente muito triste. O preconceito é tão... natural, que as pessoas nem se dão conta que um simples RT reproduz bem o que pensam. Teve quem aproveitou o dia das bruxas para fazer paralelos com a vitória da Dilma, outros que se demonstraram péssimos perdedores, enfim, no final das contas eu dei mais de 80 'unfollows' no twitter, e aproveitei para bloquear meu perfil e também dar 'remove' - sem contar o facebook. Aí também aproveitei e retirei quem mais me irritava do que trazia coisas interessantes. É isso, vou repensar minha forma de interagir nas mídias sociais. Tô cansado de tanto 'bom dia, sol do dia'...

Tiago Antunes [TIAGÃO] disse...

Dae, bons treinos guerreiro!

TIAGÃO
www.vodoisblogspot.com