domingo, 4 de abril de 2010

Semana de Treino

Sem grande novidades essa semana. Mas por sorte.

O Vinicius tem um ótimo artigo na Trisport em que ele comenta, de forma mais sutil, a enorme estupidez que são as sessões de treino em que você faz mais esforço do que deve. E faz uma ótima analogia nesse texto

Visualize você passando uma faca bem afiada na palma de sua mão, CAR....vai doer..
Provavelmente o corte vai ser fundo, você não poderá usar todo o funcionamento de sua mão por algum dias, talvez semanas e uma vez que a cicatrização ocorra, provavelmente fique uma cicatriz como recordação, seja para sempre, ou demore um bom tempo para desaparecer!

...Agora, visualize você arranhando a palma de sua mão com a unha. O arranhão irá deixar um vermelhidão no local, mas amanhã já terá sumido, sua pele terá crescido mais grossa, e você pode arranha-la novamente, e após alguns dias de arranhões moderados, sem fazer nenhum corte muito profundo, mas o suficiente para estimular o processo de adaptação, sua pele só irá ficar mais grossa e dura, até que possa arranha-la de forma mais intensa...

O primeiro exemplo é o atleta iniciante - amador, treinando mais forte (ou longo) do que deveria, quebrando a consistência do seu treino, sem conseguir dar continuidade ao processo de adaptação ao estimulo...O segundo exemplo é o atleta que treina que aos poucos, dia após dia, semana após semana, vai criando uma adaptação ao estimulo...


Pois bem, na segunda-feira tinha havia treino de corrida, 8 x 1.000 metros. Estava com cara de chuva e não daria para correr no Campo de Marte. Ao mesmo tempo, havia um torneio de esteira de 17 km na Runner. Pensei nas palavras da Yeda, que minhas desculpas para não treinar já estavam um vergonha, que uma hora era chegar tarde, que outra era a chuva etc etc etc...

"Por quê não correr na esteira? Participo do torneio e ainda faço meu treino..."

Gênio....

Pois é, o Ironbobo aqui puxou mais do que devia para competir com os outros, usou uma meia froxa e ainda correu com o Maratoner da Nike, que é um tênis estreito para quem tem pesão. Resultado - o esforço muscular foi excessivo e a combinação meia+tênis gerou uma bolha.

Bem, cuidei da lesão no pé para que a bolha não se transformasse em um problema e perdi o treino de quarta-feira, dado que não queria piorar a dor muscular.

Na terça-feira fiz uma hora de rolo leve pela manhã e a noite 3.200 metros de natação, sendo 300 forte, 300 moderado e 300 fraco x 3. A idéia é simular a largada da prova, em que você sai forte e depois entra em velocidade de cruzeiro. Embora eu nunca tenha consigo colocar isso em prática, cada vez mais acho essa estratégia importante porque nadar de forma mais eficiente em grupo.

Quarta-feira, resolvi não correr. Estava com dores musculares, mas a bolha no pé não vingou.

Quinta-feira pela manhã começou com o rolo. Consegui fazer a planilha, porque percebi que a musculatura dolorida não estava sendo exigida no pedal. Mas não exagerei - foram 10 x 3 minutos de Big Gear e 90 segundos de intervalo. A noite, um treino bem interessante: 6 x 50 metros (25 forte e 25 fraco), 100 metros forte com palmar e 100 metros fácil. Isso tudo 3 vezes. O objetivo desse treino é fazer você nadar com os braços cansados, sobretudo com o palmar. Os braços ficam uma miséria, mas você aprende a fazer uso da técnica e o treino é pouco monótono.

Sexta-feira, já estava ok para fazer o longo. O Boss tinha me pedido 2 horas leve, já mirando Caiobá, no próximo dia 11 de abril. Mas, ahhhhhh, eu não tinha treinado na quarta-feira e...bom, fiz o treino da semana passada, 2:20 - 70 fácil, 50 moderado e 10 forte. O importante é que não sentia mais dores e a noto que esse treino não é difícil pra mim - embora o meu pace em esforço moderado seja...digamos...huuuummmm...moderado! (rs)

Sábado, fui para a piscina e nadei 4 mil metros. Novamente, consegui fazer 8 x 500 metros para cada 10 minutos (na verdade, um pouco menos), como na semana passada. Na real, é sempre um pouco mais, porque sempre perco a conta nesse tipo de treino.

Domingo, foi o destino. Mesmo descrente sobre a possibilidade de treino no Riacho depois de tanta chuva no sábado, levantei a s 4:00 e me surpreendi ao ver o céu limpo na madrugada de domingo. Tomei café, me troquei, arrumei a tralha, desci, coloquei as coisas no carro e, na hora que fui ligar a chave, pane total!!!

Voltei e fiquei na dúvida se treinava ou não, afinal hoje seria apenas 4 horas de rodagem leve.

Apesar de ter prometido que iria para rua, não teve jeito, peguei o rolo das 5:00 as 9:00 fiz um treino de giro, sem muito esforço a não ser aquele que esse tipo de treino pede. Depois dos comentários da Claudia e do Vinicius, fiquei mais atento ao joelho, monitorando algum desconforto. Mas felizmente não senti nada....

Amanhã, o carro segue para a Oficina e a Bike para o Marcola.

Essa semana é de preparação para Caiobá, ou seja, treino leve.

Mas depois de Caiobá, começa a fase específica para o Iron.

E eu já sei o que me espera..."LASCIATE OGNI SPERANZA VUOI CHI ENTRATE"

5 comentários:

Pati Gomes disse...

Darling, darling...

Esse rolo é uma praga na sua vida!!! Larga isso,hahaha!

Falando sério, não entendo quase nada de triathlon, mas é perceptível sua evolução, através dos seus relatos. Sempre acha os treinos menos difíceis, creio que o seu corpo está adaptado com essa carga enorme de treinos que o Ironman exige.

Agora é deixar o carro e a bike 100% e bora pra Caiobá! Estarei aqui, ou melhor, aí, torcendo!

Beijo grande, Pati.
@patgomes1

Xampa disse...

Belo texto do Vinicius. Falou tudo.
Santo rolinho ..., hehehehe.
Ele é muito melhor do que perder o treino, com certeza.
Fora que te livra daquela coisa: o que faço? saio ou não saio? para onde vou? o que fazer?

Cleiton Heredia disse...

Olá Vagner,

Encontrei seu blog através de um outro de um amigo corredor e gostei dos relatos que coloca sobre seus treinos.

Não sou tri-atleta, mas aprecio muito esta modalidade (quem sabe um dia tomo coragem e começo treinar natação e bike). Mas por enquanto fico só na corrida.

Estou procurando amigos atletas para trocar experiências de treinos e provas e apreciaria muito tê-lo como um amigo lá no meu blog.

Quanto a mim, já estou te seguindo.

Um abraço.

Joka disse...

Tb gosto de pedalar no rolo !!! Bons treinos guerreiro.

Pablo Bravo disse...

Bom..já foi Rei, Imperador, tá ficando de difícil de adjetivar o "cara" do rolo heheh.

Ontem mandei o link do post que colocaste o vídeo do "tiozinho" no rolo hehe para um amigo que está afim de adquirir um.

Abração